Sindicato repudia condições de trabalho para imprensa durante visita de Lula em Sergipe

Mesmo com o forte sol, nenhum toldo foi disponibilizada para os profissionais de comunicação que trabalhavam no local, além da falta de acesso às áreas para realização de imagens e entrevistas, mesmo quem estava credenciado.

Nesta quarta-feira (15), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) visitou Sergipe para acompanhar a vistoria das obras de duplicação da BR-101, entre os municípios de Maruim e Laranjeiras. No entanto, o evento foi marcado pela falta de apoio à imprensa que realizava o trabalho no local, por isso, o Sindicato dos Radialistas de Sergipe e a Federação dos Radialistas emitiram uma nota de repúdio.

Mesmo com o forte sol, nenhum toldo foi disponibilizada para os profissionais de comunicação que trabalhavam no local, além da falta de acesso às áreas para realização de imagens e entrevistas, mesmo quem estava credenciado.

“A diretoria do Sindicato dos Radialistas de Sergipe e a Federação dos Radialistas – FITERT, vêm através desta nota, repudiar o tratamento ofertado nas condições de trabalho, aos trabalhadores em rádio e televisão do estado de Sergipe, na cobertura do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na cidade de Maruim. As dificuldades foram extremamente absurdas, desde a um simples toldo que não foi disponibilizado, para servir de abrigo para os profissionais, bem como o impedimento de acesso para o melhor desempenho profissional”, pontuou o documento.

Ainda, solicitou zelo à equipe do governo federal. “[…] fica aqui a nossa cobrança à Secretaria de Comunicação Social – SECOM do governo federal, para que em outras atividades deste porte, tenham atenção com a dignidade da nossa categoria obreira”, finalizou a nota.

Via Portal A8