Foi confirmada na noite desta quinta-feira (8) o falecimento de Pedro Vieira de Menezes Neto, um dia após a data em que se celebra a profissão do jornalismo. Ele estava em Aracaju. A causa da morte anunciada foi neoplasia hepática – condição de algumas pessoas acometidas por câncer de fígado.

Apesar de ser de Itabi, o jornalista criou um vínculo com Lagarto, que começou após conhecer o poeta papa-jaca Abelardo Romero Dantas, no Rio de Janeiro, onde escrevia ao Jornal O Globo. Em 2016, ele lançou a biografia “Antônio Martins de Menezes – um Desbravador”, sobre o fundador do povoado Colônia Treze, que hoje nomeia trecho da rodovia SE-270.

É autor ainda do romance ‘Fazenda Panelas’, a última de suas obras, publicada em 2019. Após aposentar-se como redator nacional, ele passaria a atuar em programas de rádio, analisando a cena política em Lagarto, tendo colaborado ainda com a imprensa escrita local. A obra em questão foi prefaciada por Claudefranklin Monteiro, atualmente professor adjunto do Departamento de História da UFS.

Em sua conta no Instagram, Monteiro lamentou: “Meu mais profundo pesar pelo falecimento de meu amigo fraterno, o jornalista Pedro Menezes. Obrigado, pela amizade, pela confiança e pela parceria”. O sepultamento será às 8 da manhã, desta sexta-feira (9), no Cemitério Nossa Senhora da Piedade.