Desde 1988, com a morte de José Bernadino Santos, o grupo folclórico de cangaceiros de Lagarto, fundado por ele, passou a ser liderado por seu filho, Luiz Neto dos Santos. Coube a ele manter “vivo e vibrante”, nas palavras do historiador Eduardo Bastos, a história do agrupamento quinquagenário.

Hoje, 33 anos depois, aos 75 de idade é conhecido por Zé Padeiro – uma referência a um dos homens do Lampião – Luiz Neto foi vacinado contra o coronavírus, recebendo a primeira dose da Coronavac, produzida pela China em parceria com o Instituto Butantan. Neste caso, 2ª dose deverá ser aplicada em 21 dias.

Além de folclorista, Zé Padeiro é lembrado também por ter empreendido no primeiro veículo de som do município, através de uma bicicleta; lá atrás, quando o Brasil ainda era uma ditadura.

Seu filho, o músico e produtor Washington Gomes dos Santos, gravou e editou um audiovisual caseiro da saída de Luiz até a aplicação da vacina no drive-thru da prefeitura. Gesto comemorou a vida do pai, importante também à cultura papa-jaca.

Confira: