Foi publicada nesta quinta-feira (18), no Diário Oficial da União, a nomeação de Valter Joviniano de Santana Filho para o cargo de reitor da Universidade Federal de Sergipe (UFS) por quatro anos. A eleição foi realizada em julho do ano passado, mas o processo foi interrompido pelo Ministério da Educação (MEC) para apurar denúncias de irregularidades.

Valter Santana era vice-reitor da UFS e as denúncias de estudantes, professores e funcionários acusavam o então reitor, Angelo Antoniolli, de não consultar a comunidade acadêmica. Durante a apuração, Santana chegou a assumir interinamente a gestão, mas foi afastado e a professora Liliádia da Silva Oliveira Barreto foi designada pelo MEC para assumir temporariamente a reitoria. Sem comunicar comunidade, a interventora exonerou a diretora do Campus Lagarto, Dr.ª Adriana Carvalho, indicando novo pro tempore.

Em fevereiro deste ano, a investigação sobre a eleição foi arquivada pela Procuradoria Geral da República, que acolheu os argumentos do Ministério Público Federal (MPF), em Sergipe, de que não houve irregularidades e que o denunciante não trouxe nenhum fato novo à investigação em seu recurso contra o arquivamento.

Currículo

Formado em fisioterapia, Valter Santana tem 40 anos e é natural de Salvador (BA). Possui mestrado e doutorado em Fisiologia pela Universidade de São Paulo (USP). É membro da Sociedade Brasileira de Fisiologia e da Sociedade Americana de Fisiologia. Ingressou na UFS como professor efetivo em 2009 e foi superintendente do Hospital Universitário de Lagarto e exerceu a função de vice-reitor da UFS entre dezembro de 2019 e novembro de 2020.

Com informações de G1 Sergipe