Demorou para esquentar, mas não precisava de tanto. As eleições municipais de 2020 foram as mais longas da história brasileira – um mês e quinze dias. A decisão partiu do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) como condição para que o pleito pudesse ocorrer ainda este ano, em virtude da pandemia do novo coronavírus.

Com isso, nas primeiras semanas, a corrida eleitoral foi vista de maneira muito esfriada. Candidatos de todos lados se limitavam a fazer atividades tímidas e o Ministério Público pressionava para evitar as aglomerações. Mas com o passar dos dias, o clima foi se aproximando do comum; o lado ruim é que o comum, em Lagarto, também é a violência descarada.

“O confronto só foi apartado graças a um policial à paisana armado que estava no local.”

Faltam apenas seis dias para a votação que definirá o gestor, ou gestora, de Lagarto nos próximos quatro anos e o vídeo do último domingo (8) é apenas um entre aqueles que exibem a face grotesca da política papa-jaca. Alguns dirão que este é apenas um retrato do acirramento do pleito em questão, porém, extremismos são injustificáveis. Não é a primeira vez que aliados de Hilda Ribeiro (SD) e Fabio Reis (MDB) se enfrentam fisicamente.

Desta vez, o confronto ocorreu no meio da Avenida Contorno, no trecho da Nordeste Motos – logo após o Trevo de Riachão. Conforme apurado pelo O Papa-Jaca, a briga teria se iniciado a partir da desconfiança por parte de um correligionário de que estaria sendo seguido por um opositor com a finalidade de ser gravado comprando voto. O confronto só foi apartado graças a um policial à paisana armado que estava no local. Os indivíduos foram conduzidos à Delegacia.

Assista:

Ver essa foto no Instagram

[ALERTA DE GATILHO] BRIGA POLÍTICA 💥 Um confronto foi flagrado no Trevo de Riachão, em Lagarto, entre aliados do deputado federal Fábio Reis (MDB) e da prefeita Hilda Ribeiro (SD) na noite deste domingo (8) – início da última semana do pleito. A briga teria tido origem a partir da desconfiança de que um estaria seguindo o outro para tentar provar uma suposta compra de votos. Os veículos foram parados no meio da rodovia quando o confronto se iniciou e logo outras pessoas se somaram ao conflito, para apartar ou para contribuir com a violência. A briga foi contida cerca de um minuto depois quando policiais à paisana armados passaram pelo local, avistaram a cena e fizeram o tradicional baculejo. Os envolvidos foram levados à Delegacia. @opapajaca seguirá acompanhando o caso. #politica #eleicoes2020 #lagarto #opj

Uma publicação compartilhada por O Papa-Jaca (@opapajaca) em