Durante uma live promovida pela revista Realce esta semana, o advogado Eduardo Maia reafirmou a sua pré-candidatura a uma vaga na Câmara Municipal de Lagarto. Na Live Com Realce, o jovem apresentou as suas pautas contundentes e demonstrou articulação ao falar para uma quantidade numerosa de internautas.

Na live, quando perguntado sobre qual seria a função de um vereador, o pré-candidato comentou sobre a existência de um sentimento de separação abismal entre o povo e os parlamentares em Lagarto.


“Nossa plataforma de propostas coloca o jovem como protagonista de Lagarto”, disse. E continuou: “para isso, tenho projetos para diminuir a vulnerabilidade da juventude, atacando as causas mais prejudiciais, como gravidez precoce, evasão escolar, violência e falta de oportunidades”.

Quando perguntado se seria o vice da atual prefeita Hilda Ribeiro,
fez elogios a atuação da gestora, e alegou que o grupo possui alguns nomes para compor a chapa, mas ao contrário do que vem sendo discutido na cidade, não confirmou se está entre essas opções. Apesar disso, se pôs à disposição do grupo.


Além de advogado, Maia é professor, mestrando, presidente da OAB Regional Lagarto e Conselheiro titular da OAB/SE. Foi secretário de Educação de Lagarto em 2019, e é um dos alunos formados pelo RENOVABR que anunciaram suas pré-candidaturas a cargos eletivos na cidade de Lagarto; também é embaixador do movimento POLITIZE.

Enquanto esteve à frente da Secretaria Municipal da Educação (SEMED), em 2019, o aluno do RENOVABR chamou a atenção do agrupamento a que pertence pelo dinamismo e eficiência das ações em pouco tempo de gestão. Em razão disso, recebeu o convite dos líderes do seu grupo para ser pré-candidato em 2020.

Eduardo Maia é um dos nomes especulados para uma provável composição de chapa com a prefeita Hilda Ribeiro – espaço que vem sendo visado por alguns membros do agrupamento.

O discurso de Eduardo é voltado para a juventude, contrário aos caciques da política e propõe a eficiência. Ele aparece como um grande líder na advocacia, sendo constantemente comparado ao estilo do ex-presidente da OAB-SE, Henri Clay Andrade, que lhe fez convite para presidir a comissão Regional de Lagarto em 2015.