Enviado para atender uma ocorrência envolvendo violência doméstica, o 2º sargento do 7º BPM, Carlos Alexandre, acabou sendo atingido por uma garrafa de vidro na parte frontal da cabeça, precisando se submeter a uma cirurgia para aplicação de sete pontos.

Segundo informações do próprio batalhão, o denunciado, que em seguida foi conduzido à delegacia, havia agredido a irmã e mesmo com a chegada da polícia militar a violência se repetiu. Dada a voz de prisão, diante do flagrante, o agressor se voltou contra o policial que tentou algemá-lo e este o atingiu com o objeto.

Ambos teriam caído no chão durante o confronto e antes do golpe com a garrafa. O sargento foi levado ao Hospital Universitário (HUL) numa ambulância do SAMU e não corre risco. Já o acusado, além da Lei Maria da Penha, deverá responder por tentativa de homicídio. O Papa-Jaca acompanha o caso.