Atualmente, Lagarto apresenta 34 casos confirmados da covid-19. Somando aos resultados apresentados pela UFS, são 93 infectados oficialmente – desses, 48 estão na fase ativa do vírus. Os dois novos casos são da atualização do boletim epidemiológico desta terça-feira (19) e tratam-se de uma mulher, de 35 anos, e um homem, de 40; ambos cumprem isolamento.

Todavia, o que de fato chama atenção nos dados de hoje, mais uma vez, é a quantidade de lagartenses que estão aguardando o resultado das testagens realizadas via LACEN. De acordo com a SMS, são 49 lagartenses que esperam o diagnóstico do laboratório estadual. Número é o maior desde que o SARS-CoV2 chegou a Lagarto – primeiro caso foi confirmado em 16 de abril.

O Papa-Jaca tem feito alertas sobre a curva de crescimento deste dado desde o início de maio. Até o dia 10 do mês, a cidade não havia ultrapassado a marca dos 16 munícipes à espera de diagnósticos. No entanto, desde 5 de maio, a fila de lagartenses no LACEN iniciou uma reta para cima constante. De lá pra cá, sem direito a trégua, esse número subiu 816%, saindo de seis pessoas no dia 5 para 49 nesta terça.

O resultado é uma penumbra ainda maior a respeito da realidade do contágio no município. Isso interfere inclusive no número de óbitos. A última morte por coronavírus em Lagarto, por exemplo, o resultado da testagem saiu apenas 4 dias depois. Segundo a SES, existe um óbito em investigação em Lagarto, atualmente; um homem de 54 anos da zona urbana.