Apesar da 10ª alta por cura, nesta quinta-feira (14), em Lagarto, não há nada a se comemorar. Os números assombram e só não seguem crescendo pois não há testes suficientes para todo mundo. Na verdade, a cidade só manteve os 29 casos registrados ontem, justamente porque o Laboratório Central (LACEN) não liberou novos resultados ao município.

Com isso, a fila de lagartenses aguardando o resultado dos testes continua aumentando. Pela primeira vez em toda pandemia, o acumulado cresceu em 10 pessoas num único dia – saindo de 23 que estavam na espera na quarta-feira (13) para 22 nesta quinta.

Do outro lado, a Universidade Federal de Sergipe (UFS) testou uma parcela ínfima de aproximadamente 400 lagartenses, sem sintomas, na semana passada, conforme revelado com exclusividade por nossa equipe. O Papa-Jaca apurou que os resultados já saíram e que estes permanecem em posse da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Em Itabaiana, esse quantitativo já foi divulgado e, dos 475 itabaianenses testados, 86 apresentaram anticorpos do vírus. Ou seja, a curva de contaminação cresce através dos assintomáticos, provando mais uma vez a necessidade do isolamento social.

Ver essa foto no Instagram

A curva de subnotificação continua crescendo assustadoramente em Lagarto, é assim que @opapajaca vê os números do boletim epidemiológico desta quinta-feira (14). Apesar de mais uma alta por cura, a 10ª, não há motivo para comemorar. Os números se mantém os mesmos apenas por não haver testes para todo mundo. Nossa equipe apurou ainda que a UFS já disponibilizou os resultados dos testes feitos em 400 lagartenses sem sintomas à SMS, mas o números ainda não foram divulgados. Em alguns municípios, como Itabaiana, os casos positivos foram 86 numa parcela de 475 cidadãos, o que demostra a aceleração da curva de contágio através dos assintomáticos. Ou seja, pela vida de todos e todas, fique em casa. Leia mais no site. #coronavirus #lagarto #opj

Uma publicação compartilhada por O Papa-Jaca (@opapajaca) em