Na quinta-feira (16), quando o primeiro caso da covid-19 foi confirmado no município, veiculamos um editorial inédito sugerindo a implantação das barreiras sanitárias – com intuito de impor o mínimo de controle no tráfego do vírus pela cidade, em virtude da vulnerabilidade imposta pela condição regional. O texto de opinião trazia números do isolamento social em Lagarto produzidos pela In Loco, empresa de inteligência artificial que tem sido parceira do O Papa-Jaca durante a pandemia.

Após isso, enquetes, flyers e vídeos foram produzidos com intuito de cobrar a implantação das medidas e dezenas de perfis no Instagram passaram a marcar a prefeita Hilda Ribeiro (SD) nas publicações do site, além de fazer os pedidos diretamente no perfil oficial da Prefeitura.

“[Além da fiscalização], equipes estarão fazendo desinfecção com pulverização dos veículos.”

Somente no domingo (19), a prefeitura se manifestou, informando que as barreiras estavam em análise. A resposta foi dada a todos os perfis que marcaram a administração nos stories da rede social.

Ocorre que, na noite da terça-feira (21), um segundo caso foi confirmado no município e então a campanha ganhou força. O Papa-Jaca publicou uma manchete reforçando a importância das barreiras e o editor-chefe, Danniel Prata, publicou um vídeo em sua conta pessoal esclarecendo a proposta e pedindo apoio pela cobrança. Assista:

Na tarde desta quinta-feira (23), Hilda anunciou em uma entrevista à Eldorado FM que as barreiras seriam finalmente implantadas. O anúncio oficial de que atenderia o pedido saiu à noite, no Twitter. Além da fiscalização – que envolve a medição de temperatura de quem entra ou sai e avaliação de sintomas -, a prefeita pontua que “equipes estarão fazendo desinfecção com pulverização dos veículos”.

O Papa-Jaca segue apurando, agora, quando as barreiras serão de fato instauradas, diante da urgência da medida e do crescimento exponencial dos casos de coronavírus no interior do estado.