Ao longo da tarde desta quarta-feira (19) O Papa-Jaca publicou com exclusividade que o Ministério Público Federal (MPF), através da promotoria da 12ª zona eleitoral em Sergipe, abriu um procedimento preparatório de inquérito civil para apurar se o ex-prefeito Cabo Zé estaria realizando propaganda eleitoral antecipada.

No entanto, através da mesma portaria, que decide pela abertura do procedimento – de nº 01/2020 -, o promotor eleitoral Antônio Carlos solicitou no último dia 12 que a TV Sergipe e rádios lagartenses enviassem todo material publicitário-institucional da Prefeitura de Lagarto para averiguar se Gustinho Ribeiro (SD), deputado federal e esposo da prefeita Hilda (SD), teria utilizado a máquina pública para autopromoção.

Na seara de procedimentos, a servidora da Educação, Márcia Monteiro, anunciada pré-candidata pelo partido de Ribeiro – o Solidariedade – também será investigada por usar o cargo para promover seu interesse na disputada pela Câmara de Vereadores nas eleições municipais deste ano. O Papa-Jaca seguirá acompanhado os casos.