No último dia 9, a tragédia no Centro de Treinamento (CT) do Flamengo, no Rio de Janeiro, e que matou 10 atletas adolescentes da base do time, completou um ano. Também conhecido como ‘Ninho do Urubu’, o local foi incendiado após um curto na rede de ar-condicionado; entre as vítimas estava o lagartense Áthila Paixão, ex-morador do povoado Brasília e que já estava há 9 meses no CT.

No último sábado, os ‘Nossos 10’ foram homenageados pela torcida e pela própria equipe. A data coincidiu com a partida que classificou o Flamengo à semifinal do campeonato estadual. Na noite, o time marcou dois gols; um do Gabigol e outro do Pedro. A coincidência: ambos vestiam uma camisa com o nome do atleta lagartense.

Ver essa foto no Instagram

UM ANO DE LUTO | Impossível não se sentir triste com cada lembrança do que foi o acidente no Ninho do Urubu, em fevereiro de 2019. Ainda que não conhecêssemos os jovens – entre eles o lagartense Áthila Paixão – a morte repentina de grandes sonhadores impacta nossa percepção da realidade e abala nossa esperança num mundo onde, os que tem pouco, tenham mais. Neste sábado (8) o ocorrido completa um ano e, apesar das grandes homenagens, o @flamengo segue com pendências com as famílias das vítimas. No vídeo acima, os meninos se divertiam, enquanto exibiam sua paixão pelo time que os acolhera. Mesmo adolescentes, fizeram muito e deixaram um legado de inspiração a uma geração inteira de pequenos atletas. #Luto #NinhoDoUrubu #Nossos10 #Lagarto #OPJ

Uma publicação compartilhada por O Papa-Jaca (@opapajaca) em