A Justiça do Rio de Janeiro, em decisão assinada pelo juiz Arthur Arthur Eduardo Magalhães Ferreira, determinou que o Flamengo pague pensão mensal de R$10 mil às famílias dos dez jovens que morreram no incêndio no Ninho do Urubu em fevereiro deste ano. O lagartense Áthila Paixão, de 14 anos, natural do povoado Brasília, foi uma das vítimas.

A decisão liminar – provisória – atende a pedido da Defensoria Pública (DPRJ) e do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ). Além dos familiares dos jovens, o time terá também que incluir na folha de pagamento do clube os três atletas feridos no acidente. O documento é do dia 4 do mês passado. Porém, o Rubro-Negro foi intimado na última quinta-feira (5).

Tal pensão é válida até que saia a decisão final do imbróglio envolvendo clube e familiares das vítimas. De acordo com a decisão, os valores já deverão constar na folha de pagamento do clube a partir de janeiro.