O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta quinta-feira (28) que a expectativa de vida ao nascer em Sergipe está abaixo da média nacional. Segundo o IBGE, o indicador reflete o nível da mortalidade de uma população como um todo e a expectativa ou esperança de vida ao nascer, pois um recém-nascido sofrerá os riscos de morte em todas as fases da vida.

Em Sergipe, a esperança de vida é de 73,2 anos, estando abaixo da média nacional que é de 76,3 anos. Com esse valor, Sergipe é o 8º estado brasileiro com menor expectativa de vida ao nascer. A esperança de vida ao nascer dos homens é de 69 anos, o que coloca o estado como o 6º no país com menor valor deste indicador e o 4º no Nordeste. A média nacional foi de 72,8 anos.

A expectativa de vida ao nascer das mulheres no estado é de 77,4 anos, sendo que a média nacional é de 79,9 anos. O maior número foi registrado em Santa Catarina com 83 anos. Neste critério, Sergipe é o 4º estado nordestino com menor valor. Sergipe, em relação ao país, fica em 18º com maior esperança de vida ao nascer.

Mortalidade infantil

A taxa de mortalidade infantil em Sergipe é de 14,8 para cada 1000 nascidos vivos, sendo o 5º estado do Nordeste com maior taxa em 2018. Segundo o IBGE, a mortalidade de crianças menores de 1 ano é um importante indicador da condição de vida socioeconômica de uma região. Entre os estados do Nordeste, a maior taxa da região é no Maranhão, com 19,4 óbitos, e a menor é em Pernambuco, com 11,7.