Formado em Educação Física e cursando sua segunda pós-graduação, desta vez, em Gestão em Saúde Pública, Magson da Academia possui um currículo até que invejável em sua área. Atualmente, ele é Secretário Estadual do Solidariedade – legenda do deputado lagartense Gustinho Ribeiro (SD).

“Aval da oposição a Magson teria interesses aparentemente mais importantes do que a própria Educação.”

Recentemente, a prefeita de Lagarto, Hilda Ribeiro (SD), alocou Magson – que em 2016 esteve entre as opções do grupo à Secretaria de Saúde – na Educação como secretário adjunto. O site Lagarto Notícias, em sua coluna, trouxe a informação de que a chegada do aliado poderia representar que “[ele] estaria assumindo para depois ficar como titular da pasta”.

Ao O Papa-Jaca, ainda em agosto, o Sindicato dos Trabalhadores na Educação em Sergipe (SINTESE) demonstrou inquietude com a questão. Para o órgão, Magson seria um “agente meramente político”. Após isso, denúncias envolvendo o adjunto passaram a circular nas redes sociais.

Como resultado, o Ministério Público convocou o secretário a comparecer nesta quinta-feira, 7, para ser ouvido no fórum a respeito das acusações. A Promotoria Especial Cível e Criminal está averiguando possíveis atos do perseguição política perpetradas por Magson em desfavor de servidores municipais – como diretoras, professoras e servidores da educação em geral.

De acordo com informações constantes na manifestação ao MP, os servidores alegam que o secretário-adjunto estaria entrando em contato diretamente com as escolas buscando saber de quais políticos são indicações de cargos. O Papa-Jaca seguirá acompanhando o caso.