A Prefeitura anunciou ao longo desta segunda-feira (4) a sanção do Projeto de Lei nº 882/2019 – de autoria do Poder Executivo e aprovado pela Câmara de Vereadores – que cria a chamada ‘Bolsa Atirador do Tiro de Guerra’. Assinatura do texto pela prefeita interina, Hilda Ribeiro (SD), ocorreu durante solenidade.

“A questão do deslocamento também era extremamente desgastante diante da distância e dos horários.”

É que, também nesta segunda, o Tiro de Guerra 06-016 completou mais aniversário. O festejo, em comemoração de seus 74 anos desde sua fundação através Portaria Ministerial nº 8.747, de 31 de Outubro de 1945, teve direito a Parabéns da Filarmônica Lira Popular e bolo temático.

A bolsa concede um auxílio financeiro mensal, no valor atual de R$200, aos 50 atiradores – enquanto estiverem cumprindo o serviço militar obrigatório. Em março, O Papa-Jaca chegou a repercutir o pedido para criação da bolsa feito pelo chefe de instrução do TG, tenente Wanderley de Carvalho, durante audiência para definição da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) da cidade, para 2020.

Cerimônia também contou com a presença do fundador da Academia Lagartense de Letras, Rusel Barroso. FOTO: ASCOM

Para ele, o que está em jogo e deve ser aplaudido não é simplesmente o valor pecuniário, “mas a valorização do poder público ao jovem cidadão lagartense ao serviço militar obrigatório. Portanto, agradecemos aos Poderes Executivo e Legislativo pela aprovação”, destacou.

No entanto, não apenas os soldados comemoraram o complemento, considerado inédito na região Nordeste. Em comentário no anúncio institucional, o lagartense DJ Markynhos – que afirma já ter servido no agrupamento – conta que “muitas vezes compartilhei minha alimentação com companheiros que não tinham condições”. Ainda segundo ele, “a questão do deslocamento também era extremamente desgastante diante da distância e dos horários”.