O que pouca gente sabe é que a rivalidade entre as equipes espanholas Real Madrid e Barcelona, tem, de maneira direta, muito mais a ver com o contexto histórico-político vivido na região do que, necessariamente, com esporte. Enquanto Madrid representa, no imaginário popular espanhol, o poder centralizador do país, Barça representa o povo catalão e seu intenso desejo de independência.

“No contexto lagartense, o Treze Futsal nasce de um ideário popular.”

Ao longo do ano passado, com seguidos protestos dentro e fora do campo, o mundo assistiu atento a esta realidade europeia. Os catalães defendem que a região se formou como Estado separado por volta do século XII. De maneira resumida, tudo isso teria durado até a Guerra de Sucessão, que anexou a Catalunha, em 1714, à Espanha dos dias de hoje.

Torcedores pintam estádio com enorme bandeira catalã durante clássico em 2012. FOTO: Reprodução/ESPN

Porém, por anos a autonomia da região foi mantida. Até que em 1936, com a tomada do poder pelo ditador Francisco Franco, o separatismo catalão foi mais uma vez abafado. Mais de 3,5 mil pessoas morreram. A região só restaurou sua autonomia em 1977, com o retorno da democracia. Foi no regime franquista que o Real se tornou uma potência futebolística.

No entanto, a notável relação entre a identidade coletiva do povoado Colônia Treze com sua equipe de futsal, não se aproxima da conjuntura espanhola pelo motivo principal de que o Treze nunca foi um grupo externo anexado; o povoado é, em si, Lagarto. Todavia, há um reflexo inegável não muito difícil de ser explicado.

A jornalista papa-jaca, Dayanne Carvalho, lançou um livro-reportagem no início deste ano contando a história da região a partir da vivência de personagens reais, enquadrados na dinâmica de autogestão da comunidade. Para ela, a politização do povoado ocorreu após uma série de reivindicações entre os anos 90 e o início da década seguinte em detrimento do que era feito na sede do município pelos políticos locais.

Povoado lagartense possui mais de 20 mil habitantes. FOTO: Reprodução

Tudo isso ganha um fundo ainda mais vívido com a ascensão do conhecido e histórico líder comunitário Padre Almeida. “O paroco é uma história interessante, porque ele faleceu em 2010, então foi um desafio contar sua história”, pontua Dayanne em entrevista ao O Papa-Jaca.

Com o passar das eras e até hoje, poderosos sempre se aproveitaram do esporte como estratégia para a consolidação de uma identidade coletiva que os beneficiasse. Segundo Maria Malcher, doutora em Ciências da Comunicação pela ECA-USP, alimentar o futebol foi uma das ideias do primeiro governo de Vargas “para evitar revoltas”, por exemplo.

No contexto lagartense, o Treze Futsal nasce de um ideário popular. O mesmo ideário que não foi responsável pela fundação do Barcelona, mas que irriga o sentimento dos torcedores recentes, isto é, aqueles que viveram a Espanha dos intensos conflitos separatistas.

Na edição da Copa TV Sergipe deste ano, o time do povoado avançou bastante. Em 2018, a equipe deixou o campeonato antes mesmo de chegar às quartas, perdendo justamente para o Lagarto Futsal. Este ano, as coisas mudaram e o Treze, após uma intensa campanha, alcançou as semifinais, mesmo sendo novamente eliminado pelo Lagarto – que foi o campeão desta edição, indicando que a final poderia ter sido entre times lagartenses.

Um outro exemplo de rivalidade herdada de fora dos gramados está entre o Brasil e a Argentina, numa realidade que remonta a Guerra da Cisplatina – no século XIX – na disputa encabeçada por Dom Pedro I pelo território do atual Uruguai. Neste caso em específico, há historiadores que discordam.