O CEACRIM – Centro de Estatísticas e Análise Criminal da Secretaria da Segurança Pública (SSP) – divulgou na última sexta-feira, 25, um levantamento apontando Lagarto ao lado da região metropolitana da capital sergipana, a Grande Aracaju, e de Itabaiana na concentração de registros dos chamados Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) no mês de setembro no estado.

Dos 75 municípios de Sergipe, mais da metade – mais precisamente, 46 deles – não registraram nenhum destes crimes. “Os CVLIs são o conjunto dos tipos penais: homicídio doloso, lesão corporal seguida de morte e latrocínios. Os dados, portanto, revelam que 61,3% das cidades de Sergipe não registraram qualquer ocorrência de CVLI”, diz a SSP.

Dados lagartenses são contabilizados pelo 7º BPM. FOTO: Reprodução

Em comparação com outro períodos, porém, os números revelaram uma relativa queda, que, para o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), é justificada “pelo amadurecimento da reorganização do trabalho policial levada a cabo desde 2015, quando se passou a promover maior articulação das agências policiais – SSP, PM, especializadas, DHPP, etc – e uso de indicadores estatísticos e análise criminal para a construção de diagnósticos locais sobre a dinâmica da violência”, diagnostica.

Em texto da assessoria de imprensa a Secretaria da Segurança Pública pontua ainda que “a atuação da Polícia Civil e Polícia Militar nas cidades” merece destaque especial no âmbito da redução dos crimes analisados. “Temos traçado estratégias e planejamentos em conjunto entre as polícias Militar e Civil. Nosso maior foco é ir além de contabilizar números, percentuais. O objetivo maior é a preservação de vidas, a melhoria da segurança da população sergipana”, enfatizou o secretário da Segurança Pública, João Eloy, ao explicar a aplicação do método adotado.

E, então, revela: “Boa parte dos casos está concentrada nas maiores cidades, como os municípios da Grande Aracaju, Itabaiana e Lagarto”. Os municípios mais próximos à cidade papa-jaca – Poço Verde, Riachão do Dantas, Salgado, São Domingos, Simão Dias e Tobias Barreto – não tiveram nenhum registro de crime violento letal intencional no mês em questão.