Cientes do corte ao campus Lagarto da Universidade Federal de Sergipe (UFS) que o PLN nº 18/2019 impunha, os parlamentares federais lagartenses Gustinho Ribeiro (SD) e Fábio Reis (MDB) mesmo assim votaram a favor. Antes de ser votado e aprovado pelo Congresso nesta quarta-feira (9), o texto foi discutido pela Câmara na noite de terça.

Em agosto, após reportagem do O Papa-Jaca, ambos chegaram a solicitar a retirada da UFS Lagarto e do Instituto Federal de Sergipe – também atingido – da lista de remanejamento. No entanto, os dois tiveram seus destaques rejeitados pela Comissão Mista de Orçamento (CMO).

Também favoráveis à reforma da Previdência, os deputados serão beneficiados com as emendas a serem destinadas com o remanejamento. Vale destacar que em 2020 ocorrem as eleições municipais – Gustinho é esposo da pré-candidata à reeleição, Hilda Ribeiro (SD), e Fábio Reis é, ele mesmo, pré-candidato à Prefeitura de Lagarto.