A cada 40 segundos uma pessoa se suicida no mundo, sendo que 79% dos casos se concentram em países de baixa e média renda. Esses e outros dados fazem parte de um novo relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS), divulgado no último dia 9. Em Lagarto a realidade é tão triste quanto, mas não igualmente.

Precisa de ajuda? Ligue 188

É que em média, este ano, já foram registrados um caso de tentativa a cada 5 dias. No total, são 56 notificações até esta sexta-feira (20) conforme números enviados ao O Papa-Jaca pelo Núcleo de Vigilância Epidemiológica, da Secretaria Municipal de Saúde (NUVEp-SMS). No entanto, os casos podem ser ainda maiores, já que há ainda a barreira do tabu dificultando a real contabilização dos dados. Quem explica a situação é o diretor do NUVEp, Carlos Carvalho. Segundo ele, “em 2017 foram recuperados apenas uma ou duas fichas (…), algo pequeno demais”.

Já em 2018, o Município conseguiu contabilizar em torno de 35 situações. Vale lembrar que o mero pensamento suicida não entra na contagem oficial. Aumento diretamente proporcional estaria ligado a um esforço conjunto de conscientização sobre a importância de se fazer o devido registro. “Notificar [corretamente o suicídio] é um ato de cuidar e não pode ser visto apenas como uma forma de se resolver algo na justiça”, conta Carlos.

Isto é, espera-se que quanto mais atual for o dado, mais preciso ele será. Pegando a parcial 2019 (janeiro-setembro), há ainda uma outra forma de enxergar os resultados: Levando em conta que Lagarto, atualmente, possui uma população de aproximadamente 104 mil pessoas, o índice de suicídios seria de um caso a cada 1,85 mil. Dado mostra, acima de tudo, o quão próximo pode estar a vítima.

Preste atenção

Sinais de alerta

Depressão causa tristeza profunda e pessimismo, sentimentos que podem culminar em comportamentos suicidas. Segundo o Ministério da Saúde, os sinais mais frequentes são irritabilidade, ansiedade, angústia, desânimo, cansaço fácil, e diminuição ou incapacidade de sentir alegria. 

Outros sinais

Há também outros comportamentos que devem ser observados, de acordo com o Ministério da Saúde: aumento de sentimentos de medo e baixa autoestima, dificuldade de concentração, perda ou alta do apetite e do peso, raciocínio mais lento e episódios frequentes de esquecimento. 

Surgimento de doenças

Pessoas com depressão podem apresentar baixa no sistema de imunidade, problemas inflamatórios e infecciosos. Dependendo da gravidade, a depressão também pode desencadear doenças cardiovasculares, como enfarte, acidente vascular cerebral (AVC) e hipertensão. 

Prevenção

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 9 em cada 10 mortes por suicídio podem ser evitadas e a prevenção é fundamental. O assunto ainda é considerado tabu, e é fundamental que em momentos difíceis as pessoas consigam pedir ajuda para familiares, amigos ou um médico. 

Setembro Amarelo

Este mês, o Centro de Valorização da Vida (CVV) realiza a campanha Setembro Amarelo, de prevenção ao suicídio. O CVV reúne 3 mil voluntários, que atendem gratuitamente por telefone, chat ou pessoalmente. Quem precisa de ajuda pode ligar para o 188 a qualquer hora do dia ou noite.