A 4ª Zona da Justiça Eleitoral de Sergipe instaurou uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) para apurar a suposta prática de crimes eleitorais na cidade de Riachão do Dantas, cuja eleição suplementar foi realizada neste final de semana. Durante o cumprimento de ordens judiciais, foram aprendidos R$ 36 mil em espécie, além de materiais de campanha.

A Justiça Eleitoral determinou o cumprimento de oito mandados de busca e apreensão, em vários endereços relacionados à uma coligação. A Polícia Civil, em conjunto com a Militar, encontrou a quantia de R$ 1 mil na residência de um vereador e de R$ 35 mil em outra casa. Os nomes dos investigados e do candidato ainda não foram divulgados oficialmente.

A polícia também recebeu denúncias de que uma caminhonete com dinheiro estaria chegando à cidade para que fosse realizada compra de votos. O veículo foi localizado com R$ 16 mil. Embora não tenha sido lavrado um flagrante, foram ouvidas as pessoas envolvidas e a documentação referente ao valor foi encaminhada ao juiz eleitoral.

Durante o pleito neste domingo (1), foram registradas duas prisões, sendo uma por embriaguez ao volante e outra por descumprimento da legislação que determinava a não comercialização de bebidas alcóolicas durante a eleição.

A professora Simone Andrade (PCdoB) venceu a eleição e assumirá o comando da cidade até dezembro de 2020. Ela assume a vaga deixada pela ex-prefeita Gerana Costa, que teve o mandato cassado após condenação por abuso do poder econômico nas eleições de 2016.

Texto de F5 News
Foto de Cícero Mendes