A Comissão Mista de Orçamento do Congresso (CMO) aprovou na última terça-feira (27) o projeto do governo que remaneja R$ 3 bilhões do Orçamento da União. Agora, ele está pronto para ser votado pelo plenário do Congresso e, se for aprovado, segue para sanção do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

O projeto cortou R$ 926 milhões do Ministério da Educação ao cancelar R$ 1,6 bilhão, mas redirecionará R$ 230 milhões deste montante para a própria pasta. Como revelado com exclusividade por nossa equipe, R$3,4 milhões do total se referem apenas ao campus Lagarto da Universidade Federal de Sergipe (UFS). Outros R$2,2 milhões poderão ser cortados do Instituto Federal de Sergipe (IFS).

Após duas reportagens do O Papa-Jaca, os parlamentares lagartenses Gustinho Ribeiro (SD) e Fábio Reis (MDB) protocolaram quatro emendas com o intuito de cancelar o cancelamento da verba. No entanto, a CMO rejeitou os pedidos e aprovou o texto.