O Ministério Público de Sergipe (MPSE) e o Ministério Público Federal (MPF) pediram a todos os municípios sergipanos que garantam o atendimento especializado a pacientes transgênero do SUS.

O ofício circular foi encaminhado às Secretarias de Saúde e pede para que estas assumam a responsabilidade por fornecer os meios afim de que pacientes transgêneros sejam atendidos/as no ambulatório especializado da Universidade Federal de Sergipe (UFS), no campus Lagarto.

Documento enviado à SMS de Lagarto. PRINT: O Papa-Jaca

A medida foi tomada após estudo da Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão constatar que o setor trans em questão é a única unidade de atendimento clínico e ambulatorial direcionado às pessoas do gênero no estado.

As redes municipais de saúde deverão providenciar o deslocamento até o campus da universidade em Lagarto. Ainda, diretores e coordenadores de todas as unidades de saúde deverão conscientizar os pacientes sobre a disponibilidade do serviço ambulatorial/clínico ofertado.