Estudante do Colégio Estadual Silvio Romero, aos 17 anos Catarina Stephanie divide sua vida de estudar com seu trabalho como blogger, afro hairstylist e modelo fotográfica. Nos últimos dias ela se viu mergulhada num universo de oportunidades que poderá garantir o que parece ser a atuação na área dos sonhos: a moda.

Despretensiosamente, como conta, ela se inscreveu para estar entre as nove candidatas à coroa do VII Festival da Mandioca. Além de conseguir a classificação, Catarina se viu entre as cinco últimas finalistas na noite de ontem (30). Ela realmente se destacou: venceu a votação no Instagram e ainda conquistou, com poucos votos de diferença, a segunda colocação na enquete online – através do site institucional da Prefeitura.

Torcidas davam apoio às suas candidatas da noite. FOTO: Reprodução/SECOM

Ao O Papa-Jaca, antes mesmo de fazer a declaração ao vivo, a modelo – que já faz trabalho para algumas das principais lojas de Lagarto – pontuou que seu maior desejo em vencer o concurso eram principalmente dois: (1) representar a cultura lagartense e (2) a beleza da mulher negra. “Vim com tudo e é isso aí”, afirmou mais tarde instigando os jurados.

Conhecida por ter um rosto de muitos penteados estilizados, durante o concurso Stephanie optou pelas tranças afro – também chamadas de Box Braids. Na ponta do salto alto, Catarina pareceu encantar os jurados mesmo durante a apresentação coletiva de uma coreografia das candidatas. Sua prática no Fit Dance lhe privilegiou com um molejo excêntrico entre as presentes.

Stephanie em ensaio fotográfico aos 15 anos. FOTO: Reprodução/Arquivo Pessoal

Minutos depois ela estava de cara com a final. Todas reunidas no palco do anfiteatro do Balneário Bica, a única garota negra ouviu seu nome entre as cinco últimas que tiveram de dar um passo à frente. Nesse momento ela já havia feito história.

Outros minutos depois, faltavam segundos e seu sorriso nervoso deixava claro ao enorme público que a ficha ainda não tinha caído – nem dela, nem das demais. Foi quando seu nome foi dito: “Catarina dos Santos”. Rodeada de presentes, flores e fotos, ela havia conquistado o terceiro lugar. No entanto, há quem concorde que ela merecia o primeiro.