Na semana passada, O Papa-Jaca publicou reportagem pontuando que, conforme relatório de acompanhamento de obras conseguido pela nossa equipe, tanto da Caixa Econômica (CEF), quanto da SEMURB, a reforma da praça Filomeno Hora estaria sem receber os recursos de emenda parlamentar do deputado Fábio Reis (MDB). Fato justificaria a paralisação nas obras.

No dia seguinte, ao Portal Lagartense, o deputado informou que, na verdade, a paralisação se daria por irresponsabilidade da Prefeitura, que não estaria alimentado o sistema de medições da maneira adequada. Na última terça-feira (14) O Papa-Jaca teve contato com uma nota técnica do Departamento de Infraestrutura Turística (DIT), do Ministério do Turismo, afirmando que, na verdade, os valores sequer haviam sido repassados à CEF.

Relatório de acompanhamento emitido pela Caixa. PRINT: O Papa-Jaca

Conforme o DIT, o ministério “solicitou recursos à área econômica do Governo Federal e quando a solicitação for atendida efetuará o repasse”. Ainda segundo o órgão, “as medições foram atestadas pelo banco e encontram-se pendente de pagamento”. Vale ressaltar que a tramitação das emendas é de competência dos parlamentares.

Após veiculação do texto no site, a assessoria de comunicação de Fábio enviou um e-mail pontuando que a emenda em questão foi herança do ex-deputado federal Heleno Silva, que deixou a Câmara em 2013 para assumir a Prefeitura de Canindé de São Francisco. Minutos após o e-mail, nossa equipe encaminhou à ASCOM um pedido de nova resposta, alegando que a resposta enviada “segue sem esclarecer o motivo de o deputado ter dito que a culpa do atraso seria da Prefeitura, taxativamente, conforme aspas dadas ao Portal Lagartense”. Um novo pedido foi encaminhado nesta quinta-feira (16), mas nossa equipe não obteve retorno.

Leia a nota completa:

“(…) A reforma da referida praça, embora tenha sido indicada em 2012, só teve o projeto tramitado em 2013, quando o então deputado Heleno Silva não estava no mandato parlamentar, já que assumiu a prefeitura de Canindé do São Francisco em 1/1/13. No mesmo período, Fábio Reis, então 1º suplente, assumiu a vaga de Heleno Silva na Câmara, ficando responsável pela tramitação e acompanhamento das indicações anteriores.

O deputado Fábio Reis buscou entendimento com o então deputado Heleno Silva para indicações das emendas de 2013 para o município de Lagarto, considerando que Fábio Reis daria continuidade à legislatura em sua vaga. O apadrinhamento da emenda, fruto de acordo entre os dois parlamentares, foi assinado e autorizado por Heleno Silva, dando controle total dos recursos à Fábio Reis em favor da população lagartense.”