Sobre a reforma da praça em questão, O Papa-Jaca publicou na quinta-feira (9) que a obra estava paralisada por falta de recursos. O único investimento feito até o momento diria respeito a um terço do empreendimento, que teria a verba proveniente de recursos próprios da Prefeitura, de acordo com o relatório oficial de acompanhamento de obras conseguido pela nossa equipe. Os outros dois terços viriam de um repasse de emenda do deputado Fábio Reis (MDB) que ainda não teria chegado e, por isso, a reforma teria paralisado.

O parlamentar respondeu através de entrevista ao Portal Lagartense alegando que o motivo da obra ter estagnado seria a falta de alimentação do sistema da Caixa Econômica, por parte da Prefeitura, com medições que confirmassem o andamento da obra, para que assim, devidamente, ocorresse o repasse. A partir daí, O Papa-Jaca tentou contato com a Gerência do Governo (GIGOV) na CEF e foi encaminhado ao Ministério do Turismo para esclarecimentos – já que o assunto trata de um repasse de emenda via ministério.

No e-mail enviado, perguntamos, entre outras coisas, se “a reforma, que agora estaria parada, se encontra assim pela suposta falta de repasse ou pela alegada negligência da Administração?”. O MT respondeu a dúvida por meio de nota técnica do Departamento de Infraestrutura Turística.

Relatório da Caixa aponta medições em dia. PRINT: O Papa-Jaca

O Turismo informou que “solicitou recursos à área econômica do Governo Federal e quando a solicitação for atendida efetuará o repasse à Caixa” que sequer teria sido feito. A breve nota segue pontuando que as ditas “medições foram atestadas pelo banco e encontram-se pendentes de pagamento”. O que confirma a reportagem publicada. “Porém, de acordo com o Governo Federal, não há disponibilidade financeira para realização do pagamento”, finaliza.

O Papa-Jaca segue sem conseguir estabelecer qualquer contato direto com o deputado. Nossa equipe também está tentando contato com a Prefeitura para explicar quais medidas deverão ser tomadas caso a paralisação do empreendimento se confirme na próxima medição.