Na manhã desta sexta-feira (8), a família do jogador Athila Souza Paixão, de 14 anos, confirmou que ele foi uma das vítimas do incêndio que atingiu o Ninho do Urubu, Centro de Treinamento do Flamengo, em Vargem Grande, no Rio de Janeiro (RJ). O pai do atleta disse que foi informado da morte do filho por uma assistente social do clube. Em sua última conversa com o filho, na noite de quinta-feira, Athila disse que estava bem e que nesta sexta-feira iria treinar no Maracanã.

“Eu só dormia depois de falar com ele. Hoje tentei ligar pra ele e o telefone não atendia”, disse o pai do atleta, Damião Santos Paixão.

As redes sociais explodiram com notas de pesar e imagens de luto não apenas pelo lagartense, mas, também, pelos outros 10 mortos. Se destaca, porém, uma postagem do próprio Athila, datada como a mais recente, de 20 de janeiro; ele parafraseia um texto bíblico: “Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temerei mal algum, porque Deus estar comigo”.

A última vez que pai e filhos estiveram juntos foi no domingo (3), quando o jovem deixou o estado após alguns dias de férias com a família. “Não caiu a ficha. Quando me despedi dele [no aeroporto, em Aracaju], ainda falei que se ele quisesse ficar não tinha problema, mas respondeu que era o sonho. Era tudo que ele queria”, relatou emocionado.